AQUELES QUE ME DESEJAM A MORTE | INCÊNDIO GRANDIOSO E BOAS ATUAÇÕES NÃO SALVAM O NOVO FILME DE AÇÃO

Angelina Jolie está de volta aos filmes de ação com Aqueles Que Me Desejam a Morte, em que interpreta Hannah, uma bombeira paraquedista do estado de Montana que recentemente testemunhou uma tragédia por conta de uma decisão equivocada tomada por ela durante um incêndio. Ainda traumatizada, Hannah se torna imprudente, rebelde e, de certa forma, amargurada.

A história de Hannah não é a única e nem a mais interessante trama desse filme. A primeira cena introduz os vilões Jack e Patrick numa missão de assassinato promissora, que acaba numa explosão e esses assassinos estão diretamente ligados à trama de Connor, protagonista do filme junto com Hannah.

O pai de Connor é um contador forense que passa a ser perseguido por saber de informações sensíveis que podem condenar os criminosos que dão ordens a Jack e Patrick. Connor e seu pai fogem em busca da ajuda de Ethan, tio de Connor e policial (e ex-namorado de Hannah), que mora em Montana com sua esposa grávida, mas no caminho Connor e seu pai são surpreendidos e o menino segue sozinho, até encontrar com Hannah.

Todas essas subtramas são conectadas quando, quase uma hora depois do começo do filme, um incêndio atinge a flora de Montana num desastre grandioso e destrutivo enquanto Hannah e Connor são perseguidos por Jack e Patrick e ajudados por Ethan e Allison. O que se segue são cenas de ação de tirar o fôlego e imagens do incêndio que são visualmente impressionantes, mas não o suficiente para compensar o roteiro fraco de Sheridan, Michael Koryta e Charles Leavitt.

As personalidades de cada personagem são explicadas claramente antes que o evento principal aconteça e eles têm potencial, mas que acaba sendo desperdiçado quando a ação toma conta e nenhuma habilidade especial de cada personagem é aproveitada para resolver os conflitos que se apresentam, o que é uma pena considerando que o elenco tem atores de muita substância, como Angelina Jolie, Jon Bernthal e Medina Senghore que entregam uma boa performance apesar do enredo pouco trabalhado.

A relação entre Hannah e Connor é o ponto central do longa. Connor tem idade próxima dos meninos que Hannah não conseguiu salvar no último grande incêndio em que esteve envolvida e é visto como uma oportunidade de se redimir e diminuir a culpa que carrega por conta do incidente. O menino está constantemente em estado de medo e desespero, sozinho desde que perdeu o pai e vê em Hannah sua chance de vida e fonte de sobrevivência, é uma relação bonita de amizade, mas que acaba sendo ofuscada tanto pelo incêndio quanto pelas outras relações.

Certamente, o destaque vai para o fogo e a forma que o incêndio é mostrado, inclusive Hannah comenta sobre como o fogo era incrível uma vez que o enfrentou cara a cara, apesar de quase ter morrido por causa dele. Os efeitos visuais não são exatamente perfeitos, mas conseguem convencer. O que não convence, no entanto, é a falta de consequências que um incêndio desse porte causa nas pessoas que chegam perto dele, em momento algum os personagens se mostram incomodados pelo calor ou pela fumaça – ninguém chega a tossir, mesmo estando a 2 passos do fogo, literalmente.

Para quem quer ver ação sem se preocupar muito com histórias complexas, mas aproveitando boas atuações, Aqueles Que Me Desejam a Morte pode ser uma opção, ainda que não entre na categoria de “filme bom”.

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

#TheBeatles+#PeterJackson=
"Beatles: #GetBack", documentário para o #DisneyPlus dividido em três partes, com estreias em 25, 26 e 27 de novembro (tem muito material inédito e estamos ansiosos sim)!

Tá longe, mas estamos passando para avisar que #OEsquadrãoSuicida tem uma cena pós-créditos! Relaxa, que a gente avisa novamente mais perto 😉

Quartas são as novas sextas! Depois de #Loki e #MonstrosNoTrabalho, a Disney anunciou que em breve TODAS as suas novas produções originais serão lançadas na plataforma às quartas-feiras e não mais às sextas-feiras.

#StevenSpielberg está produzindo um longa sobre a sua própria infância!

Tyrese Gibson, ator de "Morbius", alegou em entrevista que o filme faz parte do MCU.

Colin Farrell e Rachel Weisz vão estrelar longa "Love Child", que contará a história de uma criança que trama uma fuga de um pai brutal para ficar com sua mãe.

2