Assista ao primeiro curta-metragem de Stanley Kubrick!

Mesmo os mestres começam pequeno, mas ainda que comecem com passos mais módicos, não deixam de dar sinais, de deixar registros autorais que certamente se desenvolverão durante suas carreiras. O curta-metragem é um degrau natural na construção da carreira e do trabalho de qualquer diretor e não seria diferente com o responsável por obras como O Iluminado e 2001. Stanley Kubrick é considerado um dos maiores cineastas de todos os tempos, com poucos (vivos ou mortos) no seu nível de importância histórica na Sétima Arte. E “Day of The Fight” é o seu primeiro trabalho, um breve documentário expositivo.

Rodado em 1951, quando Kubrkick tinha apenas 22 anos, o documentário acompanha as horas que antecedem uma luta de boxe, na qual Walter Cartier é protagonista. É o dia de Cartier que acompanhamos na imagem e no complemento oferecido pela narração em off, natural do gênero expositivo. As horas que antecedem o combate remetem a temas como obsessão, ansiedade e o medo, transmitidos de forma concisa pelas palavras do narrador. Confira (em inglês):

O curta-metragem mostra um outro artifício (ou seria comportamento compulsivo?) que o diretor exploraria no decorrer das suas obra seguintes, o “doubling”, uma tendência a duplicar itens que aparecem no plano – Walter Cartier tem um irmão gêmeo. Um exemplo bem conhecido são as gêmeas de O Iluminado, bem como os dois elevadores de onde o sangue jorra.

Via No Film School.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *