CINEMA COM CHOCOLATE | 11 FILMES PARA CAIR DE BOCA

Provavelmente você não sabia, mas no Brasil é comemorado o Dia do Cacau em 26 de março. A data foi estabelecida por um deputado do Espírito Santo com a intenção de promover o debate sobre a proteção dos trabalhadores cacaueiros do estado do Espírito Santo e da Bahia. Também existe um Dia Mundial do Chocolate, celebrado em 07 de julho marcando a introdução da iguaria na gastronomia europeia, e um Dia do Chocolate celebrado nos Estados Unidos em 13 de setembro. Mas optamos por trazer esta lista especial nesta semana, pois faltam poucos dias para a Páscoa e já podemos ir entrando no clima chocólatra.

Selecionamos 11 filmes que têm a sua trama relacionada com chocolate em diferentes níveis, alguns mais óbvios e outros nem tanto. Infelizmente não são todos que estão disponíveis nos serviços de streaming. Segue a lista:

Românticos Anônimos (2020)

A lista começa com um longa francês que, além de fofo, desperta uma vontade imediata de comer chocolate e também a se aventurar na cozinha. Na trama, Angélique (Isabelle Carré) é uma talentosa chocolatier, que faz chocolates requintados reconhecidos pelo público e crítica especializada. Entretanto, como fica ansiosa quando olham para ela, Angélique prefere o anonimato e finge ser apenas uma entregadora. Sem emprego, ela consegue trabalho em uma fábrica de chocolate à beira da falência e é surpreendida pelo dono, em uma atuação brilhante de Benoît Poelvoorde, com um convite para um jantar, que no fundo não passa de um experimento social sugerido pelo psiquiatra do personagem de Benoît, que sofre de muita timidez.

O DVD do filme está disponível na Amazon Brasil e você pode comprar aqui.

Chocolate (2000)

Um filme ambientado na França, com boa parte de um elenco britânico, “Chocolate” é um clássico estrelado por Juliette Binoche e Johnny Depp. A história gira em torno de Vianne (Binoche), uma jovem mãe solteira, e sua filha de seis anos quando elas resolvem se mudar para uma cidade rural da França. Lá decidem abrir uma loja de chocolates que funciona todos os dias da semana, bem em frente à igreja local, o que atrai incertezas da população de que o negócio não vá durar muito tempo. Porém, aos poucos Vianne consegue persuadir os moradores da cidade em que agora vive a desfrutar seus deliciosos produtos, transformando o ceticismo inicial em uma calorosa recepção.

O Blu-ray do filme está disponível na Amazon Brasil e você pode comprar aqui. Você também pode assistir no Telecine Play aqui.

A Guerra do Chocolate (1988)

Descrito como uma versão masculina e dramática de “Garotas Malvadas”, clássico de Lindsay Lohan, “A Guerra do Chocolate” é um filme sobre questionamento de autoridades. No longa, um novo garoto em uma rígida escola sofre bullying e é forçado a vender caixas de chocolate para levantar fundos para a festa de fim de ano da escola. O diretor sádico e uma terrível gangue da escola tornam a sua vida um inferno quando ele decide que não aceitará mais o tipo de pressão que sofre.

(continua abaixo da propaganda)

Lições de Chocolate (2007)

Nesta comédia romântica italiana somos levados a Perugia, o centro de produção de chocolate na Itália, para acompanhar as desventuras de um jovem executivo que, por conta de uma sequência de eventos adversos, precisa frequentar aulas de confeitaria e produção de chocolate. Ali, o jovem irá descobrir novas perspectivas de vida e adquirir muitas habilidades na cozinha.

Chocolate (2008)

Apesar de possuir o mesmo nome do longa de 2001, esta produção tailandesa não se trata de um remake. Aqui, acompanhamos a vida de uma garota autista e viciada em chocolate que, para ajudar sua mãe com um câncer recém diagnosticado, irá cobrar dívidas de criminosos devedores. Entre alguns golpes e algumas barras de chocolate, o filme é uma boa pedida tanto para quem gosta de chocolate, quanto para aqueles fissurados por artes maciais.

Como água para chocolate (1992)

No México, o chocolate quente é preparado com água ao invés de leite, e para isso a água precisa estar fervendo. Assim, “Como água para chocolate” é uma expressão local que se refere aos sentimentos quentes, como a raiva ou mesmo o amor. No filme mexicano, grande parte ambientado em uma cozinha, acompanhamos a vida da Tita, a filha mais nova de uma família que não pode se casar por conta de uma tradição local que diz que ela deve viver para cuidar da mãe. Quando Tita se apaixona, sua mãe sugere que o rapaz se case com sua irmã, e para não ficar longe de Tita, ele aceita a proposta.

Assista no Telecine Play aqui.

(continua abaixo da propaganda)

A Teia de Chocolate (2000)

Mika (Isabelle Huppert) é a protagonista deste suspense francês. Tudo vai bem em sua família e em sua fábrica de chocolates, até que uma jovem garota se aproxima de seu marido, um renomado pianista, pensando ser uma filha perdida. Aqui o chocolate e a música se misturam em uma combinação que prende muito a sua atenção.

Me Late Chocolate (2013)

E voltamos ao México para esta comédia romântica despretensiosa, onde uma jovem garota perde o namorado em um acidente e para superar sua morte resolve fabricar chocolates. Porém, quando começa a se envolver com seu instrutor, passa a enxergar o namorado morto em todos os lugares.

A Fantástica Fábrica de Chocolate (1971, 2005)

Baseado no romance de Roald Dahl, este filme alimentou as fantasias de muitas crianças (e adultos) nos anos 70. Em uma trama cheia de suspense, acompanhamos Charlie, um garoto muito pobre, e outras crianças mimadas em uma visita à fábrica de chocolates de Willy Wonka, um excêntrico e misterioso personagem que tem maiores intenções por trás desta visita. Uma clássica aventura colorida e eletrizante sobre valores.

Alugue ou compre a versão de 1971 no Google Play aqui.

Em 2005 foi lançada uma nova versão do filme, agora dirigida pelo visionário Tim Burton. Diferente de muitos remakes desnecessários, este longa apresenta uma modernização para alguns aspectos da história original e tem consideráveis melhorias em relação aos efeitos especiais, com um abuso de tecnologia em efeitos práticos, com destaque para a criação de uma substância especial para uma cachoeira realista de chocolate, e também os esquilos animatrônicos mais legais que você já viu.

O Blu-ray da versão de 2005 está disponível na Amazon Brasil e você pode comprar aqui. Ou se preferir alugue ou compre a versão de 2005 no Google Play aqui.

Hop: Rebelde Sem Páscoa (2011)

Para encerrar a lista, “Hop” é o típico filme para se assistir com as crianças, preferencialmente na manhã de Páscoa. Na história, o filho do Coelho da Páscoa sonha em fazer sucesso com a música, mas seu pai deseja que ele dê continuidade à tradição do feriado. Contrariado, o coelhinho foge para Hollywood, onde ele é acidentalmente atropelado por um homem que acaba aceitando ajudá-lo em sua carreira musical. Contudo, sua ausência começa a desestabilizar a Ilha de Páscoa.

Assista na Netflix aqui ou no Telecine Play aqui.

ÚLTIMAS CRÍTICAS!