Duelo de princesas: Xuxa versus Carla Perez

Quem não gosta de um bom conto de fadas? Como não apreciar a graça e beleza das delicadas princesas? Como não vibrar com a chegada daquele final feliz tão esperado o filme inteiro?!

Sim, tudo lindo e encantador, mas não, hoje não tem princesas Disney, nem tão pouco o foco está nos encantamentos de seus filmes, hoje é dia de luta, de combate, apenas uma princesa sairá vitoriosa dessa disputa. Hoje será apresentado um duelo entre dois filmes de princesas nacionais e seus contos de fadas adaptados à realidade brasileira.

Então… IIIIIIIIIII’TS TIIIIIIMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!

Do lado direito do ringue temos ela, a mais querida loira do Tchan, segura o Tchan, amarra o Tchan, Carla Perez, estrelando ‘Cinderela Baiana”.  Sua oponente de peso, a suprema, a Rainha dos Baixinhos, a “ahan, senta lá Cláudia”, Xuxa Meneghel, como Maria da Graça em ‘Lua de Cristal’.

Escolha seu lado, arme-se com sua varinha de condão, tire os sapatinhos de cristal e se abasteça de maçãs, pois ‘Lua de Cristal’ X ‘Cinderela Baiana’ é a luta principal!

Round 1 – Sofrimento

Primeiro round, as oponentes aquecendo e estudando suas adversárias. Toda princesa sofre, padece antes de renascer em graça não é mesmo? É claro, com essas maravilhosas não poderia ser diferente.

Maria da Graça deixa a família no interior para perseguir o sono de ser cantora, mas ao chegar à casa de seus parentes, é feita de empregada, humilhada pela prima e Tia e assediada pelo primo, tem sua melhor amiga planta (que cresce da noite para o dia, dá frutos em 10 segundos e deixa rastros para o resgate????) mutilada, seu trabalho destruído e seus sonhos atrapalhados, além de quase morrer afogada após um sequestro.

Já a Cinderela Baiana começa sua saga no interior da Bahia, onde vive com seus pais em situação de pobreza extrema. Infelizmente a mãe da nossa princesa morre assim que seu pai consegue uma oportunidade de trabalho em Salvador. Passando-se alguns anos, Carlinha já é uma linda moça morando em uma comunidade alagada de Salvador, onde faz dois amigos que desenvolvem seu interesse na dança. A partir daí a moça é humilhada por ser pobre e esfarrapada, ainda após ser descoberta como dançarina é explorada e enganada por seu falso príncipe e chefe.

Resultado parcial: Morte da mãe é mais sofrido, apesar de parecer que está tudo bem para Carla Perez o filme todo. Cinderela Baiana 1 x Lua de Cristal 0

imagem2

Round 2 – Talento

Ambas cinderelas tem incríveis talentos a serem descobertos, Maria da Graça sonha em cantar, mas tem dificuldades para desenvolver seu potencial em função da exploração da família e de um trauma de infância, mesmo assim, consegue entrar para escola de canto e brilhar em um show. Já Cinderela Baiana fica famosa desde a metade do filme, apesar das dificuldades e discriminações por ser pobre no começo, ela torna-se uma requisitada dançarina de axé. ‘Lua de Cristal’ reage e parte para cima da adversária.

Resultado Parcial: Difícil escolher entre canto e dança, mas em diversos momentos dançantes (são muitos, demais mesmo) de ‘Cinderela Baiana’ Carlinha não é a melhor dançarina em cena. Cinderela Baiana 1 X Lua de Cristal 1.

imagem3

Round 3 – Fada Madrinha

A figura da fada madrinha não é tão clara em nenhum dos filmes, tão pouco centrada num só personagem. Em ‘Cinderela Baiana’ o responsável pela mudança de visual da princesa e ascensão na dança é o falso príncipe, explorador Pierre e seu funcionário Beto, apesar de haver uma baiana que aconselha a dançarina, ela não pode ser considerada fada madrinha. ‘Lua de Cristal’ nos apresenta o professor de canto como conselheiro em alguns momentos, a menina Duda, que está sempre ajudando Maria, e, é claro, a planta melhor amiga, que lhe proporciona frutos ‘mágicos’ e está sempre com ela. ‘Cinderela Baiana’ demonstra cansaço, sua adversária percebe e a castiga com uma sequencia de golpes.

Resultado parcial: Três fadas madrinhas vencem duas, principalmente se for  considerar que uma delas é uma planta mágica. Cinderela Baiana 1 x Lua de Cristal 2.

imagem4

Round 4 – Principe – Serginho Maladro x Alexandre Pires

O round mais complicado da luta, as oponentes já estão cansadas, os espectadores já anseiam o fim dessa disputa, os técnicos transpiram tensão. Sobre os galãs, Serginho Malandro vive Beto, o desengonçado entregador de pizzas que ganha o coração da bela Maria da Graça, transformando-se em um príncipe no cavalo branco (???????) para salvá-la das garras de seu primo e despertando-a da morte com um beijo. Carlinha tem o maravilhoso Lee (não foi possível confirmar se é esse o nome, pois só foi dito em uma cena, uma vez), interpretado por Alexandre Pires, na época seu namorado. As aparições desse príncipe se resumem a um show onde a princesa dança, um selinho roubado seguido por um desmaio dela, uma declaração de amor estranha e uma luta a qual ele cai desmaiado.

Resultado parcial: Cinderela Baiana 1 x Lua de Cristal 3. Apesar do fato do príncipe ser o Serginho Malandro (glu glu), não há como ‘Cinderela Baiana’ levar esse round, Beto em ‘Lua de Cristal’ usa capa e cavalo branco, além de salvar sua princesa com um beijo.

image5

Round 5 – Final Feliz

E finalmente, chegou o momento decisivo desse duelo, muito suor, sangue e lagrimas foram derramados no ringue, mas enfim o público conhecerá a campeã. Como todo conto de fada, toda dor e sofrimento se convertem em felicidade para as princesas, nos longas não poderia ser diferente, ambos os filmes terminam em um grande número musical com todos os personagens felizes.

‘Cinderela Baiana’ encerra com um discurso sobre pobreza, símbolo da pomba da paz com a mão e todo mundo dançando axé na beira da estrada. Já ‘Lua de Cristal’ termina com Maria da Graça superando seu medo de palco e brilhando como cantora, ao lado de seu príncipe.

Resultado Final: Cinderela Baiana 1 x Lua de Cristal 4. Vitória esmagadora da Rainha dos Baixinhos, afinal, quem é Rei nunca perde a majestade.

imagem6

Bibbidi-bobbidi-boo: caso resolva ver, ou rever os longas dessa disputa, atente para a atuação da princesa Carla Perez, somadas aos momentos de promoção e discursos de seu pai, pois essas cenas fazem a magia acontecer nesse conto de fadas baiano.

A turma punk, as brigas e cenas musicais em ‘Lua de Cristal’ tornam a história bem alegórica, inclusive qualquer semelhança com “Sonhos de uma Noite de Verão” em umas duas cenas do filme é mera coincidência, espera-se!

imagem7

A luta termina por aqui, aguarde, pois futuros eventos ainda virão!

Discorda do resultado? Quer pedir recontagem dos pontos? Comente, compartilhe, use as hastags #teamluadecristal e #teamcinderelabaiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *