Alexandre Dumas (conhecido como “pai”, pois seu filho recebeu o mesmo nome) foi um romancista francês nascido em 24 de julho de 1802. Talvez nem todos saibam, mas muitos de seus romances foram originalmente escritos no formato de seriados no jornal (folhetim). Dumas não tinha uma boa relação com o filho, chegando a renegá-lo publicamente, porque não concordava com os temas religiosos que seu filho abordava em sua escrita. Dumas (pai), achava que o filho poderia se sair muito melhor escrevendo contos de ficção popular, assim como ele. Mas o destino tratou de reaproximá-los, quando Dumas precisou do filho para apoiá-lo durante sua velhice.

Dumas tinha medo de viajar para os EUA, porque temia ser vendido como escravo, haja vista que era filho de uma escrava de uma ilha (hoje conhecida como Haiti) e de um francês que viveu grande parte da vida no país. Nos tempos em que passou dificuldades, em Paris, chegou a fugir algumas vezes da cidade, para escapar de seus credores. Como escritor, Dumas se especializou em romances “Mosqueteiro”, dos quais podemos destacar três, que inclusive tiveram várias adaptações no cinema, que são: “O Conde de Monte Cristo”, “Os Três Mosqueteiros” e “O Visconde de Bragelonne”.

Sendo assim, separamos as duas melhores versões de cada um desses romances, que foram adaptados para o cinema. Confiram a seguir:

O Conde de Monte Cristo:

Conta a história de um homem, preso injustamente ao ser traído por um amigo invejoso, que escapa da prisão, encontra um tesouro e retorna como Conde para executar sua vingança.

conde 1934

O Conde de Monte Cristo (The Count of Monte Cristo, 1934)

De: Rowland V. Lee

Com: Robert Donat, Elissa Landi, Louis Calhern e Sidney Blackmer

conde 2002

O Conde de Monte Cristo (The Count of Monte Cristo, 2002)

De: Kevin Reynolds

Com: Jim Caviezel, Guy Pearce, Richard Harris e Luis Guzmán

Os Três Mosqueteiros:

Um jovem que vai à Paris buscando tornar-se membro de elite da guarda do Rei, conhece três mosqueteiros inseparáveis e juntos, enfrentam grandes aventuras e perigosos inimigos.

tres mosqueteiros 1948

Os Três Mosqueteiros (The Three Musketeers, 1948)

Indicado a um Oscar

De: George Sidney

Com: Lana Turner, Gene Kelly, Angela Lansbury e Vincent Price

tres mosqueteiros 1973

Os Três Mosqueteiros (The Three Musketeers, 1973)

Vencedor de um Globo de Ouro

De: Richard Lester

Com: Oliver Reed, Raquel Welch, Richard Chamberlain e Christopher Lee

O Visconde de Bragelonne:

É a terceira e última etapa da saga de D’Artagnan e dos Três Mosqueteiros, que, pelo fato de ser muito extensa, narra vários acontecimentos simultâneos, dentre eles a história de um homem que foi trancado em uma masmorra com uma máscara de ferro.

mascara de ferro 1939

O Máscara de Ferro (The Man in the Iron Mask, 1939)

Indicado a um Oscar

De: James Whale

Com: Louis Hayward, Joan Bennett e Warren William

mascara de ferro 98

O Homem da Máscara de Ferro (The Man in the Iron Mask, 1998)

De: Randall Wallace

Com: Leonardo DiCaprio, Jeremy Irons, John Malkovich, Gerard Depardieu e Gabriel Byrne

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

Hayden Christensen estará na série "Ahsoka", do Disney+. Ele pode voltar como Anakin ou Darth Vader em flashbacks ou como um fantasma da força, ou ainda tudo isso. Rosario Dawson interpreta a protagonista que dá o título da série

2

Ryan Gosling está em negociações para viver o Ken no live-action "Barbie". Longa será estrelado pela Margot Robbie e dirigido por Greta Gerwig (de "Lady Bird" e "Adoráveis Mulheres").

2

CEO da WarnerMedia Studios, Ann Sarnoff, sobre #Duna Parte Dois: “Se nós teremos uma sequência? Se você assistiu ao filme, eu acho que você sabe a resposta".

#Duna tem qualidade suficiente para agradar diferentes espectadores, porque é um filme lindo visualmente e super detalhado, bem cara do diretor Denis Villeneuve.

Temos um título! A sequência de "Homem-Aranha no Aranhaverso" recebeu o título "Homem-Aranha através do Aranhaverso", em tradução livre.