Estúdios: os grandes intrometidos do cinema

No mundo capitalista quem manda é quem tem dinheiro, mesmo que tenha apenas isso. Não seria diferente no cinema. Os grandes estúdios apostam em franquias lucrativas para ganharem mais e mais dinheiro. Para isso eles montam uma equipe com atore famosos, um bom diretor e uma excelente (ou não) equipe de efeitos especiais. Na teoria, essa equipe deveria fazer o filme do jeito deles, mas seguindo as determinações do estúdio. Porém na prática o estúdio se coloca acima de todos e sai dando palpites a fim de aumentar os lucros. E no final temos filmes terrivelmente ruins, porém com uma grande bilheteria.

Esse tipo de atitude é muito, mas muito mais frequente do que se imagina. Você pode até pensar ‘Mas eles estão certos, pois eles que estão pagando!’, só que quem paga o filme somos eu e você. Se o filme ficar ruim, quem vai lá pagar para assisti-lo somos nós. Agora me diga, você fica feliz em perder tempo e dinheiro com um filme ruim? Eu não fico.

A Disney e a Marvel Studios tomam esse tipo de atitude sem um pingo de vergonha. Mickey Rourke se irritou profundamente com o que fizeram com o seu personagem no filme ‘Homem de Ferro 2’. “Fiz um filme para a Marvel e eles cortaram quase toda a p… da minha parte” disse o ator em uma entrevista. Joss Whedon é outro que também fica insatisfeito com o estúdio. Ele já reclamou de não ter autonomia e ver suas ideias sendo ignoradas. O resultado é um ‘Vingadores: Era de Ultron’, um filme fraco, cheio de piadinhas terríveis e que força as situações, não as deixam acontecer naturalmente. Shane Black dirigiu o terrível ‘Homem de Ferro 3’. Todos poderiam achar que ele é um péssimo diretor, mas, sem ter um estúdio o atrapalhando, ele dirigiu ‘Dois Caras Legais’ (2016) e recebeu avaliações muito boas da crítica especializada.

mickey-rourke-homem-de-ferro-2-marvel

Como já dito anteriormente, essa interferência ocorre para que o filme seja mais lucrativo. Isso ocorre muito com filmes de super-heróis. Alguns exemplos são ‘X-Men Origins: Wolverine’, ‘Homem Aranha 3’, ‘Hancock’ e ‘Quarteto Fantástico’ (2015). Você deve se questionar do porquê dos diretores não se imporem e contrariarem o estúdio. Diretores como Martin Scorsese, Francis Ford Coppola, Quentin Tarantino, Alejandro González Iñárritu etc., poderiam fazer isso. São diretores renomados e todos já venceram um Oscar. Uma briga assim não afetaria suas carreiras. E é exatamente por esse motivo que os estúdios não chamam esses caras para dirigir esses filmes. Diretores iniciantes não têm voz e podem ser facilmente manipulados. Crueldade? Sim, mas manda quem tem o dinheiro.

cena-do-filme-quarteto-fantastico-2015-1422371401341_956x500

Não há dúvidas de que os maiores prejudicados somos nós. Os diretores sempre irão se esforçar para criar um conteúdo de qualidade e que acrescente algo a sua carreira. Aí os cartolas do cinema, que de cinema mesmo não entendem nada, enfiam o dedão sujo (como diria minha vó) no trabalho alheio e no final, nós é que vamos até o cinema ver esse desastre.

A maneira que você tem de evitar de gastar dinheiro à toa é analisando as críticas. Você pode ler todas, ou pode escolher um ou dois críticos do Pipoca de Pimenta com quem você mais se identifica e ler penas as críticas deles. Desta forma você saberá o que esperar e não perderá tempo e nem dinheiro. Esta é realmente a única alternativa. Não será hoje que os estúdios vão parar de se meter onde não são chamados. Só pela enorme quantidade de filmes de super-heróis que já temos confirmados já dá para imaginar alguns dos desastres que virão. Espero muito estar errado e ver apenas filmes bons, mas quando se envolve dinheiro, nem mesmo a sétima arte escapa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

SAVE THE DATE 👉 29 de novembro!
Em UMA SEMANA começa a PRÉ-VENDA mais aguardada do ano ❤️🕷️🕸️ #HomemAranhaSemVoltaParaCasa - 16 de dezembro exclusivamente nos cinemas.

Celebração de 20 anos de Harry Potter nos cinemas não contará com J.K. Rowling. Sendo isso uma escolha dela ou não, é uma grande gafe desta produção. Fará muita falta 💔

20 anos depois de dirigir o primeiro filme, Chris Columbus diz que adoraria voltar para dirigir uma adaptação de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", com o elenco original dos cinemas.

Seria esse um reflexo do lagarto na máscara do Peter? #SpiderManNoWayHome

Olha ele aí! Duende verde com seu traje original de 2002 marca presença no primeiro pôster oficial de "Homem-Aranha: Sem Volta para Casa"!

2