‘O Abutre’ e a crítica a imprensa sensacionalista

‘O Abutre’ é um filme estrelado por Jake Gyllenhaal e escrito e dirigido por Dan Gilroy. Ele conta a história de Louis Bloom, um sociopata que percebe que pode ganhar muito dinheiro vendendo imagens de acidentes para emissoras de televisão e passa a ficar obcecado por isso. Este longa foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original.

Ao longo dos 117 minutos de filmes o que vemos é a mais pura crítica à imprensa. A essência do jornalismo que é pesquisar, ir atrás de fontes confiáveis e mostrar a realidade como ela é, se perdeu e deu lugar a um circo de notícias ruins onde qualquer cidadão ajuizado teria medo de pôr os pés na rua. Basta ligar a TV que vemos uma série de catástrofes, mortes, assassinatos e tudo que há de ruim na humanidade. A razão do jornalismo ter se tornado isso é simples: dinheiro.

night-crawler-900x444

É fácil observar que os personagens da trama se preocupam em mostrar o pior tipo de imagem possível, ainda que seja necessário ignorar toda a ética jornalística, como forjar acontecimentos, por exemplos. Ou ainda que seja necessário matar. Louis Bloom é a prova de que, por uma boa matéria, o ‘jornalismo’ pode não ter limites.

Você, caro leitor, que sempre acompanha o Pipoca de Pimenta e lê os meus textos percebe minha indignação com o nosso país. É claro que nossos jornais são questionáveis, mas isso infelizmente é algo mundial. Louis Bloom se define como um cara determinado e que aprende rápido e no fim o que ele quer é dinheiro. Boa parte do longa toca no assunto negociação. Há muitas dicas muito interessantes, diga-se de passagem.

Os abutres da imprensa, independente de qual país do mundo for, exibem imagens chocantes a fim de manter o povo horrorizado por aquela violência e mantê-los na frente da TV. Os outros jornalistas questionam ‘mas isso é antiético!’, mas é em vão. O importante é o lucro no final.

133557

‘O Abutre’ não se limita a apenas criticar a imprensa. Louis Bloom parece que acabou de chegar de outra galáxia e aprendeu a lidar com os humanos vendo vídeos no YouTube. Os méritos da atuação de Jake Gyllenhaal são incontestáveis. O modo como passou ao público o extremismo e a obsessão de seu personagem fez o filme ficar melhor do que já era. Como ele mesmo diz ‘Se você está me vendo, é porque está tendo o pior dia da sua vida’. E a TV retrata o pior da humanidade, ou seria apenas o que há de ruim na sociedade?

Dan Gilroy nos mostra como é fácil manipular a mente das pessoas através da mídia e como todos estão vulneráveis a isso. Este talentoso roteirista e, pelo que vimos, talentoso diretor abre nossa mente e nos faz ver que, se estamos assistindo o jornal, é porque alguém está tendo o pior dia de sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

Novo pôster de #Loki:

Confiram o pôster chinês de "#Venom: Tempo de Carnificina", levemente diferente do primeiro pôster divulgado.

Killian Scott, do seriado "C.B. Strike", está em negociações para o vindouro seriado "Invasão Secreta" para o Disney+.

"Alice's Wonderland Bakery" será uma nova série do @DisneyJunior sobre as aventuras da bisneta da icônica personagem em uma confeitaria no País das Maravilhas!

Mais um! Edward Norton se junta ao elenco da continuação "Entre Facas e Segredos".

2

A trilha sonora de #Cruella chega na sexta-feira, 21 de maio. 💋🖤 Assista Cruella em 28 de maio nos cinemas e no #DisneyPlus com Premier Access por um custo adicional.