O significado do manifesto dos artistas brasileiros no Festival de Cannes

A última semana foi marcada por muitos acontecimentos, dentre eles o Impeachment da presidente Dilma Rousseff, que foi afastada do cargo, dando lugar ao vice, agora atual chefe de Estado, Michel Temer. O assunto causou um “colapso” e virou, mais uma vez, manchete internacional, o que levou artistas brasileiros a manifestarem durante o Festival de Cinema de Cannes, realizado no último domingo (15).

Crédito: Globo.comManifestação de artistas vogue globo

Artistas brasileiros manifestando no tapete vermelho do Festival de Cannes

Um grupo de artistas do filme ‘Aquarius’, encabeçado pelo diretor Kleber Mendonça Filho, e pela a atriz Sonia Braga, protagonista do longa, se manifestou durante o evento, segurando cartazes com frases em diversos idiomas, como “O Brasil está passando por um ‘golpe’ de Estado”, “Um ‘golpe’ aconteceu no Brasil” e “54.501.118 votos foram queimados”. Sônia não chegou a segurar nenhum cartaz, mas esteve ao lado da equipe em apoio à causa.

‘Aquarius’, única produção da América Latina na disputa pela Palma de Ouro, retrata a história de Clara, interpretada por Sônia Braga, que tenta resistir à especulação imobiliária em Recife, em Pernambuco, e à pressão recebida por alguns corretores de imóveis para deixar o seu apartamento.

Crédito: Vogue GloboManifestação de artistas vogue globo (2)

Os artistas protestaram contra o Impeaaschment da presidente Dilma

O protesto aconteceu dias após o anúncio do fim do Ministério da Cultura dentro do governo interino de Temer, que passará a ser parte da pasta da Educação. Desta forma, muitos artistas da indústria cinematográfica, da música, da literatura, dentre outros segmentos, estavam engajados no protesto contra um governo que proporcionou oportunidades, mas agora está retirando-as.

O impacto é muito grande, pois vai além de um simples corte de um orçamento considerado “irrelevante” pelo atual governo. Vale lembrar que muitos dos artistas que ali estavam protestando, e que continuam protestando em diversos locais do país contra o Impeachment da presidente, passaram por inúmeras situações para conquistar seu espaço e o reconhecimento da cultura brasileira.

Crédito: Victor Jucá/ DivulgaçãoAquarius Sonia Braga

Cena do filme ‘Aquarius’, estrelado por Sonia Braga

Deixamos de somente importar, para exportar. Criamos, executamos, elaboramos obras magníficas aqui no Brasil, porém, não temos o investimento necessário, e quando temos não somos valorizados. Que fique claro: Não estamos aqui defendendo partidos ou candidatos, estamos reconhecendo a grandiosidade de trabalhos que julgamos maravilhosos.

Não podemos prever o futuro do Cinema brasileiro, nem da cultura do nosso país, mas que estamos passando por um caos, isso é indiscutível. Antes de pensar em quem está no poder, ou se teve golpe ou não, precisamos avaliar o futuro de nossa cultura. Você já fez essa reflexão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *