“SHANG-CHI” CENSURADO NA CHINA? ENTENDA O CASO

Parece piada pronta, mas o vindouro longa do Marvel Studios “Shang-chi e Lenda dos Dez Anéis”, que traz o primeiro herói asiático para o universo cinematográfico do estúdio, bem como o longa “Os Eternos”, dirigido pela chinesa ganhadora do Oscar Chloé Zhao, podem ser censurados na China.

A China não possuí um mercado aberto para os filmes estrangeiros, que precisam passar por uma avaliação crítica do governo ditatorial comunista se quiserem estrear nos cinemas chineses. Além da censura por conta do conteúdo, existem cotas definidas para limitar o lançamento de filmes estrangeiros que buscam lucrar no país.

Em uma recente comunicação da CCTV6, canal estatal de cinema na China, ambos os filmes ficaram de fora do anúncio da Fase 4 do Marvel Studios. A omissão pode ser encarada como casual ou acidental, todavia este veículo atua sob a supervisão do mesmo departamento responsável pela censura no território chinês, que tem a palavra final sobre aprovação ou recusa de filmes.

Chloe Zhao e o elenco de “Os Eternos”

A censura do longa de Zhao não seria uma completa surpresa, já que a cineasta, de forma súbita, se tornou uma “persona non grata” em seu país natal. Embora a mídia estatal tenha comemorado as conquistas de Zhao no Globo de Ouro, em fevereiro, pelo longa “Nomadland”, dois meses depois as autoridades chinesas impuseram um apagão generalizado da mídia do nome de Zhao semanas antes da Cerimônia do Oscar. E sem nenhuma razão aparente, o lançamento de “Nomadland” nos cinemas chineses foi censurado. Seria este também o destino de “Os Eternos”?

Por outro lado, com “Shang-Chi”, a história é bem mais complicada. Desde o lançamento do trailer e pôster, a reação chinesa na internet tem sido extremamente negativa, devido aos estereótipos apresentados. Embora não esteja claro se isto é o suficiente para interferir na decisão das autoridades, mesmo as histórias em quadrinhos de “Shang-Chi” são mal vistas pelos chineses.

O vilão “Fu Manchu”, pai de “Shang-Chi”, ao longo dos anos foi muito associado com o estereótipo racista do “Perigo Amarelo” e por essa razão, para o filme, precisou ser remodelado como o “Mandarim”. Todavia, parece que a mudança não foi o suficiente para os jovens chineses que publicaram uma matéria no jornal oficial da juventude comunista, ainda em 2019, alertando sobre a “sombra de Fu Manchu” na produção cinematográfica”. “Basta mudar o nome para não ser mais o Fu Manchu? Inerentemente o personagem mancha a imagem do povo chinês. Espero que o nosso governo não seja comprado por isso, este tipo de filme pode vir ganhar dinheiro em nosso país.”, escreveu um usuário chinês na rede social “Weibo”, uma espécie de “twitter chinês”.

Além deste fato, ainda pairam reclamações acerca da escolha de Simu Liu e Awkwafina para protagonizarem o filme por não atenderem aos padrões tradicionais de beleza chinesa ideal, que deve contemplar o queixo fino, nariz alto e pele clara. Há internautas que dizem que o estúdio escolheu tais atores por “descriminar a aparência do povo chinês”. “Os estrangeiros adoram escalar deliberadamente atores asiáticos com olhos estranhos!” foi um comentário publicado no “Weibo”.

Liu, que nasceu na cidade de Harbin, no norte da China, postou um vídeo em Mandarim no Weibo agradecendo os fãs e declarando: “Para todas as outras pessoas que estão sinceramente esperando que falharemos, não tenho nada a dizer a vocês. Apenas espere e veja.”. Qual será o desfecho desta história?

Como por aqui o lançamento já está confirmado, você já pode ir se preparando com os quadrinhos clássicos do herói ou mesmo com colecionáveis incríveis já a venda na Amazon: https://amzn.to/3fgYExo

“Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” está com a estreia marcada para setembro nos cinemas brasileiros.

(Esta matéria foi adaptada de uma notícia publicada na Variety)

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

#Duna tem qualidade suficiente para agradar diferentes espectadores, porque é um filme lindo visualmente e super detalhado, bem cara do diretor Denis Villeneuve.

Temos um título! A sequência de "Homem-Aranha no Aranhaverso" recebeu o título "Homem-Aranha através do Aranhaverso", em tradução livre.

"Gavião Arqueiro" estreará com 2 episódios em 24 de novembro, no Disney+.

Will Poulter, de "Família do Bagulho" e "Maze Runner" foi escalado para interpretar Adam Warlock em Guardiões da Galáxia Vol. 3

2

É possível crescer sem deixar de ser criança! Eis o cartaz oficial de #TurmaDaMônicaOFilme - Lições. Com @giuliabenite, @kevin_vechiatoo, @gabriel_mmoreira, @laurarauseo e direção de @danirez, o filme mais esperado das férias chega aos cinemas dia 30 de dezembro! #VemLições

Primeira imagem de Timothée Chalamet como Willy Wonka no próximo filme que narra os acontecimentos antes da fábrica: