TED LASSO | COM BONDADE E COMÉDIA, SÉRIE DA APPLE TV+ MARCA UM GOLAÇO

Um treinador de futebol americano é contratado por um time em decadência da Inglaterra que vai de mal a pior. Para que olha de longe, essa premissa pode ser bem desinteressante, e você pode supor que uma série com esse tema seja apenas para quem gosta de futebol, ou para quem é americano ou britânico, ou para quem entende, pelo menos um pouco, de esportes. Ledo engano. Ted Lasso consegue ser maior do que tudo isso e que qualquer barreira cultural. Ted Lasso é sobre bondade e vem para mostrar que você fazer comédia da melhor qualidade com os personagens certos.

Ted Lasso é o nome da série e também de seu protagonista, interpretado por Jason Sudeikis e baseado em vídeos promocionais que o ator fez para a NBC durante a campanha de promoção da Premier League, principal liga de futebol da Europa. Original da Apple TV+, que tem trazido outras grandes produções aclamadas pela crítica, como The Morning Show, Servant e Dickinson, a comédia que brinca com as diferenças culturais entre norte-americanos e britânicos é surpreendente.

O AFC Richmond é um time de futebol (fictício) de uma cidade do interior da Inglaterra, que está lutando para se manter na Premier League apesar das derrotas constantes. Quando o dono do time se divorcia de sua mulher (depois de traí-la múltiplas vezes e em público), ela se torna a nova proprietária do time e seu objetivo é se vingar do ex-marido destruindo o time de futebol que ele ama. Para isso, ela contrata Ted Lasso de Kansas City, um treinador que recentemente levara à primeira divisão um time de futebol americano, mas não tem a mínima ideia de como treinar um time de futebol como conhecemos.

É verdade que a série tem um apelo especial para os americanos, já que são feitas muitas piadas sobre as diferenças culturais entre Estados Unidos e Inglaterra, principalmente sobre as diferenças entre futebol americano e o nosso futebol, mas a parte do esporte ou da nacionalidade não chega nem perto de ser o maior atrativo de Ted Lasso. Acima de qualquer coisa, o grande destaque da série é a personalidade empática, sensível e otimista do treinador. Ele não entende nada de futebol, mas está sempre 100% disposto a aprender, a ouvir os jogadores e até mesmo os torcedores, que não medem palavras para criticar seu trabalho.

Além de Ted, todos os personagens são tratados e apresentados de forma muito humana e complexa. Os jogadores do time (quase todos atores novatos, mas muito bons) trazem ótimas histórias pessoais, como Jamie Tart (Phil Dunster), a estrela do time que é o tipo clássico de astro de futebol, desde o gosto pela fama e pelo estilo tanto de cabelo quanto nas roupas, e tem muito a aprender com a humildade e simpatia de Ted que batem de frente com sua arrogância, mas logo descobrimos que – sem muitas surpresas aqui – seu ar de superioridade vem de um lugar de insegurança. Temos também Roy Kent (Brett Goldstein), um jogador que já passou alguns anos de seu auge e hoje enfrenta críticas sobre sua idade “avançada” para um jogador profissional.

Tanto Jamie quanto Kent, que não se dão bem por conta da rivalidade de ser “o melhor” jogador do Richmond e por terem namorado a mesma mulher, são personalidades cheias de camadas por quem temos uma constante relação de amor e ódio uma vez que conhecemos mais do seu histórico.

Apesar do grande número de personagens masculinos, é um time de futebol afinal de contas, os personagens femininos não ficam para trás e são representados por duas mulheres completamente diferentes, mas igualmente interessantes. Rebecca (Hannah Waddingham) tem uma das maiores evoluções na série, inicialmente insegura, sempre tendo vivido às sombras do ex-marido e amargurada por todo sofrimento que passou com a separação, ela tem como objetivo a vingança, mas descobre que tem sua força própria e grande parte disso é resultado de sua amizade com outra personagem feminina de uma força, a Juno Temple (Keeley Jones), uma celebridade que está sempre na mídia por conta de seus romances com jogadores de futebol e por ser a atual namorada de Jamie, ela é um estereótipo das “subcelebridades” tão comuns em tempos de redes sociais, mas logo mostra ser muito mais do que as aparências nos limitam a acreditar e é uma fonte de apoio e conselhos para os outros.

Com 10 episódios de aproximadamente 30 minutos cada, Ted Lasso foi criada por Jason Sudeikis, Brandan Hunt (que também atua como o segundo treinador e melhor amigo de Ted), Joe Kelly e Bill Lawrence e consegue mesclar uma comédia inocente e sofisticada com um drama sensível e sem exageros, assim como o próprio Ted, que tem a admirável habilidade de manter sua integridade, bondade e otimismo independe de toda a maldade que por vezes o cerca e dos obstáculos que são colocados em seu caminho.

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

A sequência de "Scooby!" já está em desenvolvimento!

"Hotel Transilvânia: Transformonstrão" foi adiado para outubro nos EUA. Apesar de provável, não temos notícias do adiamento aqui no Brasil também. Filme deveria estrear em julho.

INVASÃO SECRETA | Em entrevista, #EmiliaClarke disse que vive em constante medo de revelar algo sobre seu personagem sem querer. Seriado ainda conta com Samuel L. Jackson, Ben Mendelsohn e Olivia Colman e chega no ano que vem ao #DisneyPlus.

Em entrevista, Michael Waldron (co-roteirista de Doutor Estranho 2) disse que a pandemia permitiu que ele e Sam Raimi deixassem o filme ainda mais assustador.

#JuliaStiles, atriz conhecida por "10 coisas que eu odeio em você" e a franquia "Bourne", dirigirá seu primeiro filme, um drama romântico chamado "Wish You Were Here".

Primeira imagem da Supergirl em "The Flash", de Andy Muschietti.