Them é a nova série de terror antológica do Prime Video, criada por Little Marvin e produzida por Lena Waithe. Essa primeira temporada tem como foco o ideal do “American Dream” dos anos 50 e, principalmente, sobre como não foi um sonho para muitas famílias, muito menos para as famílias negras e, para isso, acompanhamos 10 dias de uma família que acaba de se mudar para uma nova cidade.

Henry (Ashley Thomas), um pai de família veterano de guerra e agora bem-sucedido como engenheiro, se muda com sua mulher Lucky (Deborah Ayorinde) e duas filhas, Ruby Lee (Shahadi Wright Joseph, que é um dos grandes destaques) e Gracie (Melody Hurd), para outra cidade na intenção de fugir de demônios (e por enquanto são demônios reais, de carne e osso) do passado, que envolvem a perda de um filho pequeno. A nova casa é ampla e bonita, num bairro de classe alta, mas tem um porém. Quando vai assinar o contrato de compra e venda, uma cláusula chama atenção: nenhum “sangue negro” pode habitar o imóvel. A corretora Helen Koistra, interpretada por Brooke Smith, garante que os tempos mudaram e que essa cláusula deve ser ignorada.

Ao chegarem na nova casa se deparam com o primeiro obstáculo: a vizinhança, que é toda composta de famílias brancas, e não faz o mínimo esforço para esconder seu descontento por uma família negra se mudar para sua rua. Desde micro agressões disfarçadas de gentilezas até situações mais extremas como acampar no jardim da casa dos recém-chegados, os vizinhos brancos liderados por Betty (Alison Pill), desde o primeiro segundo têm como objetivo expulsar a nova família, usando como desculpa a ideia de que o preço dos seus imóveis seria desvalorizado por conta da presença da família.

A família Emory é fictícia, mas representa milhares de famílias negras que passaram por toda essa situação nos Estados Unidos por muitos anos e foram prejudicadas pela segregação urbana arquitetada pelo setor imobiliário, como mostra a série.

Them já poderia ser assustadora “apenas” com o racismo cometido pelos humanos, mas a família ainda é obrigada a enfrentar demônios, que também partem do racismo para aterrorizar todos os membros da família. Them vem para chocar e, de fato, consegue.

Com uma trama sobrenatural e uma trama de terror realístico, a família Emory é colocada à prova a todo segundo. A série é cheia de tensão do começo ao fim e, além de algumas cenas de susto, tem diversas cenas pesadas (os episódios com cenas mais fortes trazem um aviso no começo), uma cena em especial é uma das piores cenas que vi na TV nos últimos tempos e chega bem perto de passar do ponto.

Ambas as tramas são muito bem trabalhadas e sustentadas por atuações marcantes de todo elenco. A junção do tema do racismo com o sobrenatural nos faz lembrar de Lovecraft Country da HBO, que também flerta com o gênero de terror, mas não mergulha nele como é o caso de Them. A nova série também traz traços de “Corra!” e “Nós”, ambos de Jordan Peele, mas a influência é positiva e não tira a originalidade da série em momento algum.

Them começa com muita força, desde sempre mostrando a que veio, e tem um cuidado especial com o desenvolvimento dos personagens, sobretudo da família Emory e uma das coisas mais interessantes é como cada membro enfrenta seus próprios demônios, baseados em suas personalidades e medos mais profundos.

Talvez por conta das duas primeiras partes tão fortes, a parte final fica um pouco a desejar. A sensação que fica é de que o sofrimento dos personagens principais se estende além do necessário, mas o não é suficiente para estragar o desfecho. Se terror e muita tensão é o que você procura, com certeza vale à pena assistir.

A primeira temporada de Them está disponível no Amazon Prime Video.

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

A @empiremagazine divulgou a primeira imagem de Tom Cruise em "Missão Impossível 7". Confira:

Chloé Zhao irá escrever e dirigir uma nova versão de "Drácula" para a Universal.

2

No @DisneyPlusBR, a série "Agents of SHIELD" foi movida para a sessão "Marvel Legacy", dando a entender que a série não faz mais parte do MCU.

Elizabeth Olsen estrelará minissérie "Love and Death", produzida por Nicole Kidman para a HBO Max, sobre a história real de uma mulher que matou sua colega de igreja com um machado no Texas.

2

Para celebrar o #StarWarsDay, chega amanhã ao Disney+ o curta animado "Maggie Simpson in The Force Awakens From Its Nap".