Um Curta Por Semana #2: aventura e solidão em ‘The Hedgehog’

Se sua infância se deu em um lugar no tempo chamado ‘Anos 90’, se os videogames, assim como os desenhos animados, faziam-lhe companhia nas tardes e nas férias escolares, bastou a foto de destaque desse texto para sentir aquela ponta de nostalgia, enquanto reconhecia a referência visual óbvia do filme que aqui segue.

17084164037_a76712abf0_o

Enquanto crescemos, formamos nossa subjetividade e tornamo-nos as pessoas que somos, procuramos modelos, exemplos de conduta a todo momento. Os personagens ficcionais não são excluídos desse processo. Por vezes, essas figuras que escapam a nossa realidade objetiva, tornam-se reflexos de nós mesmos – ou nós deles.

‘The Hedgehog’ é o drama de um garoto solitário, que vestido como seu personagem favorito, busca aventura em um reduto suburbano desolado.

The Hedgehog from Chris Lee & Paul Storrie on Vimeo.

O curta-metragem escrito e dirigido por Chris Lee e Paul Storrie nos entrega o poder da estória da forma mais eficiente possível, não apenas contando, mas nos fazendo sentir ao longo de cada plano. Tudo isso sem nenhuma palavra dita.

A regra não escrita que distingue o cinema das demais artes, sustentada por nomes como Alfred Hitchcock e David Mamet, diz que se deve mostrar e não contar. Que a exposição não deve ser feita pelos diálogos. Isso nem sempre é verdade, mas em ‘The Hedgehog’ o conceito é executado com maestria.

O casamento do que vemos e ouvimos não falha em nos entregar as emoções essenciais aos personagens: a solidão do garoto e a desilusão do homem, talvez ambas resultado do escapismo em que optaram viver, ou que a eles foi imposto. Um filme para sentir mais do que para medir.

Um Curta Por Semana é a coluna dedicada a divulgação de narrativas curtas, tão essenciais a construção da sétima arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *