A superação nas Olimpíadas a lá Rocky Balboa

Nosso país está sediando o maior evento esportivo do mundo: as olimpíadas! Este evento é bacana por inúmeros motivos. Podemos acompanhar esportes que normalmente não têm espaço na TV, conhecemos novas culturas, podemos conhecer novos atletas e também as suas histórias. Muitos lá não tiveram tantos problemas para se tornar o que são. Contudo, há muitos atletas que enfrentaram situações terríveis em suas vidas para chegar onde estão. Assim como o maior boxeador do cinema: Rocky “Garanhão Italiano” Balboa.

Rocky Balboa cresceu na Filadélfia e vivia na Pensilvânia. Nunca teve bons estudos e jamais foi incentivado a seguir carreira no Boxe. Ele morava em uma área pobre da cidade e trabalhava como agiota para o mafioso italiano Tony Gazzo. Mickey Goldmill, treinador de boxe, viu talento no Rocky, mas desistiu de tanto tentá-lo convencer a se dedicar mais. Até que um dia ele recebeu um convite do então atual campeão do mundo, Apollo Creed, para defender o título máximo do Boxe. Ele aceita e vai treinar com Mickey. E ele foi valente e aguentou de uma forma incrível todos os 15 rounds.

rocky

A história de Rocky se parece muito com a de vários atletas olímpicos. A Rafaela Silva, por exemplo, a judoca que trouxe o, por ora, único ouro do país nestas Olimpíadas é um grande exemplo de superação.

Rafaela Silva cresceu na comunidade Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, quando pequena vivia nas ruas jogando futebol com os meninos. Seus pais, preocupados com as filhas devido à violência do lugar, a matricularam no judô. Sua irmã teve problemas com lesões, mas Rafael cresceu no esporte e chegou a ser Campeã Mundial. Rafaela chegou nas Olimpíadas de Londres como uma das favoritas a trazer o ouro ao país, contudo ela entrou um golpe proibido pela Federação Internacional de Judô (IFJ) e foi desclassificada. Ela não apenas teve que lidar com essa decepção como também teve de lidar com vaias e inúmeros ataques racistas pela internet. Rocky superou suas dificuldades e se tornou o maior boxeador de todos. Rafaela superou suas dificuldades e foi a atleta que encheu todo o seu país de orgulho.

cms-image-000511457

Esse foi apenas um exemplo da história deste grandioso evento. Ainda há muitos Rocky Balboa’s na história. Como, por exemplo, a Gabriele Andersen, a maratonista suíça que deixou o mundo inteiro impressionado. Na época as mulheres haviam acabado de ganhar o direito de competir em uma maratona. A preparação física de Gabriele, como ela mesma admitiu, não era a ideal e a umidade em Los Angeles, local da prova, chegou a bater 95%! Isto impede que o corpo transpire, o que aumenta e muito a temperatura corporal e contribui para o cansaço e outros problemas mais graves. Porém ela não desistiu. Mesmo não se aguentando em pé, ela correu e terminou a prova. Haja determinação…

SPORT-Gabi

“O seu maior adversário é você. Acredito nisso no ring, e acredito nisso na vida”. Essa é uma das inúmeras frases da franquia Rocky Balboa. O mundo realmente não é um arco-íris. Com certeza os atletas olímpicos sabem disso. Filmes de superação são comuns entre os americanos. As frases podem soar bem clichê, mas é a verdade. O cinema nos mostra um pouco do que os atletas passam para chegar ali. Há os que superam perseguições políticas, religiosas ou até mesmo guerras. O esporte leva as pessoas a vencer. As Olimpíadas mostraram isso. E no final de tudo, depois de tomar muito porrada da vida e subir no topo do podium a única coisa que espero ver neles são lágrimas de sucesso e um grito “Yo, Adrian. I did it!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

Nem assistimos "#LegoStarWars: Contos Aterrorizantes", mas já amamos as referências. #StarWars

De acordo com alguns vazamentos, a duração de #HomemAranhaSemVoltaParaCasa é de 2 horas e 37 minutos. #SpiderManNoWayHome

Apresentando... as #DCFanDome Fridays! Para te contar tudo sobre isso, trouxemos ele mesmo: Jim Lee 🙌