Astro de ‘Prison Break’ rasga o verbo contra meme maldoso

Algumas brincadeiras de mau gosto merecem uma resposta à altura. Porque com certos tipos de coisa não se brinca e porque quem se ofende tem todo o direito de rasgar o verbo.

wentworth-miller-says-he-never

Na última segunda-feira (28/03), o ator e roteirista Wentworth Miller, conhecido por seu papel em ‘Prison Break’, foi alvo de um meme da fan page ‘The LAD Bible’, que se intitula como “uma das maiores comunidades online para homens entre 16 e 30 anos do mundo”. Só até aí nós já podíamos imaginar que não viria coisa boa, mas enfim.

Na ocasião, a página fazia um comparativo com a silhueta do astro durante as filmagens da série e uma imagem atual, com os seguintes dizeres: “When you break out of prison and find out about McDonald’s monopoly…” (algo como: “Quando você sai da prisão e se depara com o monopólio do McDonald’s”). Mas enganou-se quem pensou que a brincadeira contra o ator ficaria por isso mesmo.

michael

Em resposta, Miller abriu seu coração sobre seus problemas com depressão e sobre a sensação de sofrer em silêncio. “É uma batalha que me custou tempo, oportunidades, relacionamentos e milhares de noites insones”, escreveu ele. Ao fim do texto, utilizando sua imagem ridicularizada, ele conclui: “Quando eu vejo essa imagem com a camiseta vermelha e um raro sorriso no rosto eu me lembrei da minha luta. Da minha resistência e perseverança diante de todos os tipos de demônios”.

Pegou mal pros machões, heim?! E que coragem do ator, que além de ter aberto seu coração sobre sua sexualidade (ele se assumiu homossexual em 2013) foi totalmente honesto quanto aos problemas que enfrenta com a doença. Afinal de contas, depressão é coisa séria! A íntegra do post pode ser vista aqui.

Veja, abaixo, a carta aberta traduzida:

“Hoje eu me encontrei como o alvo de um meme na Internet. Não pela primeira vez. Esse, no entanto, se destacou dos demais. 

Em 2010, semi-aposentado da carreira de ator, eu me mantive como uma pessoa discreta por inúmeras razões. A primeira e mais importante: eu era um suicida. Esse é um assunto sobre o qual eu tenho escrito, falado e compartilhado. Naquele tempo, no entanto, eu sofri em silêncio. Como tantos fazem. A extensão da minha luta era muito, mas muito pouco conhecida.

Envergonhado e sofrendo com a dor, eu me considerava um tipo de mercadoria estragada. E as vozes em minha cabeça me impulsionavam para o caminho da auto-destruição. Não pela primeira vez. Eu sofro de depressão desde a infância. É uma batalha que me custou tempo, oportunidades, relacionamentos e milhares de noites insones. 

Em 2010, no ponto mais baixo da minha vida adulta, eu procurei em todo lugar por alívio, conforto e distração. E eu descontei na comida. Poderia ter sido qualquer coisa. Drogas. Álcool. Sexo. Mas comer era a única coisa que eu poderia esperar ansiosamente para fazer. Eu contava com a comida para que pudesse passar por isso. Houve momentos nos quais o ponto alto da minha semana era a minha carne favorita e um novo episódio do Top Chef. E eu descontei no meu peso. Grande coisa, porra!

Um dia, caminhando por Los Angeles com um amigo, nós cruzamos nossos caminhos com uma equipe de filmagem que gravava um reality show. Paparazzis nos cercavam sem o meu conhecimento. Eles tiraram fotos minhas, e as fotos foram publicadas juntamente com outras imagens minhas de outros momentos da minha carreira. “De magro para gordo”, e por aí vai. 

Minha mãe tem um desses ‘amigos’ que sempre é o primeiro a te trazer más notícias. Eles anexaram um desses artigos de uma revista nacional popular e enviaram para ela. Ela me ligou, preocupada. 

Em 2010, lutando contra a minha doença mental, essa era a última coisa da qual eu precisava. Longa história curta, eu sobrevivi. E assim as fotos também sobreviveram. E eu estou feliz por isso. 

Agora, quando eu vejo aquela imagem minha com a camiseta vermelha, um sorriso raro no meu rosto, eu me lembro da minha luta. Da minha resistência e perseverança diante de todos os tipos de demônios. Alguns internos. Outros externos. 

Como um dente-de-leão crescendo através da calçada, eu persisti. De qualquer maneira. Apesar de tudo.

A primeira vez que eu vi esse meme se popularizar no feed da minha rede social, eu devo admitir: foi difícil até para respirar. Mas assim como tudo na vida, eu tive que atribuir algum significado. E o significado que eu associei a essa imagem foi Força. Cura. Perdão. De mim mesmo e dos outros. 

Se você, ou alguém que você conheça, está lutando, é importante saber que há ajuda disponível. Alcance-a. Escreva. Mande um e-mail. Atenda o telefone. Alguém se importa. E eles estão esperando pra ouvir isso de você. Com muito amor. W.M. 





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *