Se você ao menos já ouviu falar de “Os 13 Porquês“, nova série de sucesso da Netflix, você sabe de uma coisa sobre a trama: Hannah Baker morreu. Mas essa sempre foi a ideia? Você conseguiria imaginar como seria diferente a série se Hannah não tivesse morrido?

De acordo com o Entertainment Weekly, Jay Asher (autor dos livros que deram origem à série) afirma que na ideia original era que Hannah Baker, personagem do livro e da série, tivesse sobrevivido. Depois de tentar se suicidar com uma grande quantidade de medicamentos, seus pais teriam chegado a tempo e a levado ao hospital, e após a tentativa fracassada, a personagem teria feito as fitas para explicar o motivo de tentar.

A informação foi revelada por Asher na edição comemorativa de 10 anos do livro. “Eu gostava da ideia de que todos tivessem aprendido algo com o acontecido, e tivessem uma segunda chance.” disse o escritor, se referindo ao final da história. “Sei que seria muito difícil para Hannah voltar para a escola e lidando com aqueles jovens. De fato, seria ainda mais tenso para ela. Mas agora teria Clay, que iria deixar claro que estaria ao lado dela.

Porém, Asher comentou também como decidiu definitivamente que Hannah Baker não sobreviveria: “Assim que eu percebi que a mensagem da história ficaria mais forte e se tornaria preventiva, senti que era definitivamente o jeito certo de seguir. Por isso a personagem Skye (Sosie Bacon) apareceu na história, e foi muito legal ver ela tendo um papel maior na série de TV.

Os 13 Porquês” acompanha Clay Jensen (Dylan Minnette), que, ao voltar da escola, encontra uma caixa misteriosa com seu nome na porta de casa. Dentro dela, ele encontra fitas-cassetes gravadas por Hanna Baker (Katherine Langford) – sua colega de classe e paixão secreta – que cometera suicídio duas semanas antes. Nas fitas, Hanna explica as treze razões que a levaram à decisão de acabar com a própria vida, e deixando claro que só receberiam a fita aqueles que tivessem parte da responsabilidade por sua decisão de tirar a própria vida.

A série já está disponível no Netflix, e o elenco também conta com Christian Navarro, Justin Prentice, Devin Druid, Alisha Boe, Kate Walsh, Brandon Flynn, Miles Heizer, Ajiona Alexus, Derek Luke e Brian d’Arcy James

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

Uma possível sequência de #JungleCruise já está em pauta entre os executivos da Disney.

Lashana Lynch (Maria Rambeau), voltará em #TheMarvels apesar de sua morte em #WandaVision.

Leslie Grace foi escalada para viver a Batgirl no filme solo da heroína para a HBO Max.

Vão começar as gravações da terceira temporada de "The Mandalorian"/Pode ser que seja sem o Baby Yoda(Grogu).

2

5 FATOS SOBRE "TURNER E HOOCH":
1. A série é uma continuação/reboot do filme de 1989.
2. Josh Peck não supera Tom Hanks, claro, mas manda muito bem.
3. Não tem como não se apaixonar pelo Hooch.
4. Mesmo abusando dos clichês, a série é divertida.
5. Estreia amanhã no Disney+.

Segundo rumores, Tom Holland já estaria em negociações para mais uma trilogia do Homem-Aranha.