“Eles não foram desastres” disse diretor de “O Espetacular Homem-Aranha 1 e 2”

O site Collider entrevistou o cineasta Marc Webb, o qual foi questionado sobre os filmes do “O Espetacular Homem-Aranha”, mais especificamente sobre sua alegria e arrependimentos.

“É difícil para mim pensar nisso, em termos de arrependimento. Há muitas coisas as quais me orgulho. Houve uma ambição com o segundo filme, em particular. A ideia de que um super herói não pode salvar todo mundo é algo que eu sinto orgulho. Eu realmente me orgulho dessa ambição pois é uma mensagem importante, e eu acredito nisso. Eu acredito no que estávamos procurando.” disse Marc, que ainda acrescenta “São realmente, filmes realmente difíceis de fazer. Eles são complexos de um jeito que as pessoas não podem compreender totalmente. Eles não foram desastres. Mas em termos de arrependimento, eu não penso nisso nesses termos. Eu me senti realmente, muito feliz por ter essa oportunidade. Essa é uma conversa longa e profunda que eu provavelmente não deveria ter em público. Eu amei todos os envolvidos. Eu realmente fiz. Não tive nenhum problema com o estúdio, de verdade. Havia muitas pessoas espertas. Estes são apenas filmes incrivelmente complicados para fazer. Eu tenho orgulho deles, em muitas maneiras, e eu e fico ao lado deles. Certamente não sou uma vítima, nessa situação.”.

“O Espetacular Homem-Aranha” foi lançado em 2012 e em 2014, “O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro”, ambos tendo Andrew Garfield e Emma Stone como protagonistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

Novas imagens de #WhatIf foram divulgadas. Confira:

4

Comédia canibal? Anya Taylor-Joy e Nicholas Hoult devem estrelar o filme de humor negro "THE MENU". Na trama, um casal visita um exclusivo restaurante em uma ilha remota, com algumas surpresas.

2

Uma série baseada no filme #Waterworld, com Kevin Costner, está em desenvolvimento.

Segundo a @Variety, Scarlett Johansson está processando a Disney pelo lançamento de "Viúva Negra" no Disney+. A ação representa uma quebra de contrato da atriz, que definia um percentual de ganhos baseado em um lançamento exclusivo nos cinemas.

A plataforma StarzPlay conseguiu barrar na justiça o uso do nome #StarPlus para o novo serviço da Disney de conteúdo adulto. Caso correrá na próxima instância, mas não se sabe se será a tempo do lançamento da plataforma em agosto.

A #Netflix está desenvolvendo uma série live-action de Pokémon.