O SOM DO SILÊNCIO | O PODER DA QUIETUDE É O TEMA DE UM DOS MELHORES FILMES DA TEMPORADA

Num tempo em que a tendência é lançar filmes fazendo muito barulho, O Som do Silêncio, de Darius Marder, é um oásis de reflexão e busca por autoconhecimento.

Indicado na categoria de Melhor Filme no Critics Choice Awards e com chances de indicação ao Oscar, O Som do Silêncio é um dos melhores filmes do último ano e está disponível na Amazon Prime Video. Conta a história de Ruben (Riz Ahmed), o baterista de uma banda de metal que, de repente, perde quase que completamente a audição.

Ruben faz parte da banda junto com sua namora Lou (Olivia Cooke) e logo no início temos a quebra da imagem dura de “rockstars” e somos apresentados à belíssima e sensível relação que os dois compartilham. Ruben é um viciado recuperado, Lou tem cicatrizes no pulso. Os dois vivem juntos num trailer e levam uma vida meio nômade, acompanhando os shows de sua banda e vemos claramente como essa cumplicidade salvou a vida dos dois, que se apoiam um no outro para tudo.

Ao descobrir sua surdez, Ruben descobre também que pode recuperar parte de sua audição colocando um implante numa cirurgia e enquanto espera para conseguir o dinheiro para operar, Ruben se muda para uma comunidade surda, onde se interna para um intensivo de “como aprender a ser surdo”.

Longe de todos que lhe eram próximos, incluindo Lou que volta para casa de seu pai, longe de celular e do mundo como conhecia, embarcamos junto com Ruben numa jornada de adaptação e ressignificação de todas suas experiências.

Com diversas cenas em que os únicos sons ouvidos são distantes e abafados, assim como a audição de Ruben, bem como cenas em que os surdos conversam por linguagem de sinais, sem legendas, somos levados a nos sentirmos como o protagonista numa experiência imersiva e muito emocional.

Dentro da comunidade, Ruben passa a fazer parte também de um grupo de apoio para viciados e, apesar de já estar sóbrio há 4 anos, a situação inesperada e sua obsessão em conseguir voltar a ouvir, fazem o baterista voltar a ter comportamentos clássicos de um viciado, ao mesmo tempo em que passa a se envolver com as atividades de uma escola onde começa a redescobrir a felicidade e passa a conviver com essa ambiguidade de sentimentos.

Seu mentor na comunidade é Joe (Paul Raci), um senhor que tem como maior objetivo fazer com que Ruben entenda o valor do silêncio, não só físico, mas principalmente mental e todas as cenas que dividem têm um peso enorme para a história sendo contada e para a vida no geral.

Para se preparar para o filme, o ator Riz Ahmed que não é surdo na vida real fez aulas intensivas tanto de bateria quanto de linguagem de sinais e todo seu esforço é recompensado numa performance tocante e verdadeiramente emocional. Olivia Cooke, que interpreta Lou não fica para trás, apesar de ter menos tempo de tela tem momentos marcantes e de muito desenvolvimento, sobretudo nas cenas em que ambos passam a compreender melhor o papel que cada um tem na vida do outro.

O Som do Silêncio não romantiza a surdez, mas a trata de forma muito honesta e o fato de grande parte do elenco ter sido contratada de uma comunidade surda real só faz aumentar a credibilidade da obra.

Com uma narrativa na velocidade certa para assimilarmos a nova condição de Ruben e entendermos também o valor do silêncio e da quietude, O Som do Silêncio é facilmente um dos melhores filmes da temporada.

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

A sequência de "Scooby!" já está em desenvolvimento!

"Hotel Transilvânia: Transformonstrão" foi adiado para outubro nos EUA. Apesar de provável, não temos notícias do adiamento aqui no Brasil também. Filme deveria estrear em julho.

INVASÃO SECRETA | Em entrevista, #EmiliaClarke disse que vive em constante medo de revelar algo sobre seu personagem sem querer. Seriado ainda conta com Samuel L. Jackson, Ben Mendelsohn e Olivia Colman e chega no ano que vem ao #DisneyPlus.

Em entrevista, Michael Waldron (co-roteirista de Doutor Estranho 2) disse que a pandemia permitiu que ele e Sam Raimi deixassem o filme ainda mais assustador.

#JuliaStiles, atriz conhecida por "10 coisas que eu odeio em você" e a franquia "Bourne", dirigirá seu primeiro filme, um drama romântico chamado "Wish You Were Here".

Primeira imagem da Supergirl em "The Flash", de Andy Muschietti.