SERVANT | SÉRIE DE TERROR DA APPLE TV+ LIDA COM O LUTO E O SOBRENATURAL

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

A Apple TV+ é um dos streamings que ainda está começando a investir em seus conteúdos originais, mas certamente a qualidade compensa a quantidade, séries como The Morning Show, Ted Lasso e Dickinson não nos deixam mentir, mas a Apple TV+ também está marcando presença no gênero de terror com Servant, do diretor M. Night Shyamalan.

 

Shyamalan é famoso por seus filmes de terror ou thriller psicológico, como O Sexto Sentido e A Visita, mas entrou no mundo das séries com Servant, um thriller sobre um casal que contrata uma babá depois de passar por uma tragédia traumatizante.

Dorothy (Lauren Ambrose) e Sean (Toby Kebbell) são o casal que recebe Leanne (Nell Tiger Free) para trabalhar de babá e morar em sua casa. Dorothy é uma repórter para um programa de TV e Sean é um cozinheiro gourmet que trabalha em casa criando receitas para restaurantes famosos. O clima da série já é bem determinado com a primeira cena, em que o casal conhece Leanne, que se mostra uma jovem tímida e retraída, fortemente influenciada pela religião e com uma inocência típica de interior.

 

A primeira conversa entre os três apresenta perfeitamente as três personalidades, completamente distintas. Dorothy está claramente em negação – e em surto – e tenta de tudo para fazer com que sua família mantenha as aparências de família perfeita, enquanto Sean se mostra cansado de toda a situação e apenas segue cedendo aos desejos de sua esposa. Toda a cena já deixa uma impressão de que algo muito estranho está acontecendo, mas a realidade é ainda mais bizarra.

 

A tragédia que fez Dorothy desassociar da realidade foi a morte de seu filho, com poucas semanas de vida e para quê, então, eles contratam uma babá? O trauma de Dorothy com a morte do bebê foi tamanho que a única coisa que a ajudou a continuar sua vida foi a ideia de uma pseudo-psicóloga de “substituir” o bebê por um boneco reborn, aqueles que, assustadoramente, parecem bebês de verdade. A ideia inicial era que o boneco ajudasse Dorothy no primeiro momento de transição, para que ela aprendesse a lidar com a situação e superasse o trauma, mas Dorothy acabou indo longe demais e seu marido, com medo do que sair desse surto pudesse fazer com a sanidade mental de sua mulher, acabou embarcando e tratando o boneco como se fosse seu filho falecido.

A história já estaria assustadora o suficiente até aí, mas consegue piorar quando Leanne vê o boneco e, sem qualquer tipo de instrução, o trata como se fosse, de fato, um bebê, apesar das tentativas de Sean de fazer com que ela assumisse que também via um boneco. A partir desse momento, muitos eventos estranhos começam a acontecer na casa.

 

Além de Sean e da “terapeuta”, as duas únicas pessoas que sabem do real destino do bebê são o pai de Dorothy e Julian (Rupert Grint) seu irmão que acompanham o casal em todos os acontecimentos que seguiram e ainda é responsável pelos (vários) alívios cômicos, principalmente por conta de sua amizade com Sean, sempre regada a uns bons vinhos.

 

Um dos pontos mais positivos da série são os diversos elementos que se juntam e complementam para criar uma história de terror realmente assustadora sem se render à clichês do gênero. Sean, por exemplo, é um cozinheiro de sucesso e passa muito tempo fazendo pratos inusitados, cada ingrediente e cada receita recebe algum tipo de tratamento que, em outro contexto, seria apenas excêntrico, mas na trama ganha outro tipo de intuito e acaba contribuindo para o tom macabro da narrativa.

Outro elemento de muita importância na construção desse tom é a casa onde mora o casal, que é o cenário principal da história e acaba se tornando um personagem da trama, todos seus detalhes e cômodos revelam um pouco mais de seus residentes.

 

O grande desafio da série é manter o clima de terror e suspense ao mesmo tempo que os principais mistérios são revelados e novos problemas são apresentados, mas o roteiro consegue se manter interessante, principalmente com o aprofundamento da obsessão de Leanne com religião e desdobramentos de sua família e seu passado, assim como do passado de Sean e Dorothy.

 

Com uma trama intrigante tanto na ideia quanto na execução, (a direção de Shyamalan faz toda diferença nesse aspecto) Servant entrega um terror consistente apesar das situações bizarras, que por algumas vezes acaba passando um pouco do ponto, e continua, em sua segunda temporada, sendo uma ótima opção para quem está procurando uma nova série de qualidade para acompanhar.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Não quer perder nenhuma notícia? Siga o nosso perfil no Twitter!

#TheBeatles+#PeterJackson=
"Beatles: #GetBack", documentário para o #DisneyPlus dividido em três partes, com estreias em 25, 26 e 27 de novembro (tem muito material inédito e estamos ansiosos sim)!

Tá longe, mas estamos passando para avisar que #OEsquadrãoSuicida tem uma cena pós-créditos! Relaxa, que a gente avisa novamente mais perto 😉

Quartas são as novas sextas! Depois de #Loki e #MonstrosNoTrabalho, a Disney anunciou que em breve TODAS as suas novas produções originais serão lançadas na plataforma às quartas-feiras e não mais às sextas-feiras.

#StevenSpielberg está produzindo um longa sobre a sua própria infância!

Tyrese Gibson, ator de "Morbius", alegou em entrevista que o filme faz parte do MCU.

Colin Farrell e Rachel Weisz vão estrelar longa "Love Child", que contará a história de uma criança que trama uma fuga de um pai brutal para ficar com sua mãe.

2